Preparar o seu jardim para o inverno

100% of 100%
Pode parecer óbvio, mas é necessário preparar o seu jardim para o inverno antes que chegue o frio. Na informação que se segue, vai poder encontrar não só os motivos mas também as formas de o fazer. Assim vai conseguir ter o seu jardim pronto para o inverno da forma mais eficiente possível.
  1. Porque é que deve preparar o seu jardim para o inverno?

    Sabia que se preparar o seu jardim no outono vai conseguir obter um jardim limpo e organizado quando começar a primavera? Tal deve ser feito antes que comece o inverno. Vai poupar imenso trabalho na primavera e conseguir um jardim mais florido e viçoso. Além disso, vai minimizar, e em alguns casos até eliminar por completo, os estragos causados pelas geadas do inverno.

  2. Quando deve começar a preparar o seu jardim para o inverno?

    Não é preciso que a preparação do seu jardim para o inverno seja feito num único fim de semana. Se planear cuidadosamente, vai ter tempo para o fazer ao longo de várias semanas. É preciso preparar o jardim antes das primeiras geadas. A geada ao nível do solo não faz demasiados estragos, mas mesmo assim, para evitar danos, é preferível não trabalhar no jardim em caso de temperaturas negativas durante o dia.

    A altura ideal para preparar o seu jardim para o inverno é outubro. Em qualquer caso, consulte sempre o seu termómetro.

  3. Folhas

    Retire regularmente as folhas que caem no seu relvado, para mantê-lo verdejante e arejado e para reduzir o risco de formação de musgo. Este trabalho é rápido com a ajuda de um soprador/aspirador. Este aparelho afasta folhas e galhos. Dependendo do modelo que esteja a utilizar, um soprador de folhas pode também ter a função de aspirar e triturar. Nesse caso, será bastante fácil eliminar o conteúdo do saco do aparelho.

    Não é preciso eliminar as folhas das bordas e debaixo das sebes antes que chegue o inverno. Estas folhas formam uma camada que vai proteger as raízes da geada. Verifique, contudo, se as folhas estão infetadas por fungos ou bactérias. Se assim for, elimine-as imediatamente para evitar a formação de bolor e doenças.

  4. Relva

    Pode continuar a cortar a relva até que repare que esta parou de crescer. Em finais de outubro, será a última vez que precise de cortar a relva. Aconselhamos que ajuste a altura do corte a uns 4 cm.

    Um escarificador ou um arejador para relvados vão ajudá-lo a eliminar o musgo. Depois, basta juntar o musgo num montinho e retirá-lo do relvado. Pode espalhar cal para aumentar o PH do solo e combater a formação de musgo. Teste o PH do seu solo antes, para verificar se esta ação é realmente necessária. Pode fertilizar o seu relvado uma última vez antes do inverno, aproximadamente 6 semanas após espalhar a cal. Desta forma, vai aumentar a proteção contra doenças, ajudar a relva a recuperar mais rapidamente e obter um relvado mais viçoso e saudável. Um relvado mais denso também diminui a probabilidade de aparecimento de musgo. Se for necessário, pode aplicar cal também no inverno. Pode espalhar a cal mesmo se houver neve no solo. A cal irá penetrar no solo quando a neve derreter.

  5. Sugestão

    Dica: Durante o inverno, especialmente se ocorrerem geadas, mantenha-se afastado da relva. Caminhar sobre o relvado nesta época pode causar danos à relva, provocando o surgimento de zonas estragadas.

  6. Plantas e geada

    É importante dar a atenção devida às suas plantas quando estiver a preparar o jardim para o inverno. Algumas plantas são muito sensíveis à geada, enquanto outras são perenes.

    Plantas sensíveis à geada
    As plantas sensíveis à geada acabam por morrer se o solo húmido congelar. Tenha isto em conta e certifique-se de que estas plantas estão colocadas num local poroso. Se for possível, deve transferi-las para vasos, a fim de que possam ser abrigadas dentro de casa quando as temperaturas atingirem valores negativos.

    Plantas em vasos
    As plantas em vasos são mais vulneráveis à geada do que as plantadas no solo. As raízes têm maior probabilidade de congelar, devido às paredes do vaso. Proteja estas plantas envolvendo os vasos em plástico bolha. Certifique-se de que a base do plástico bolha está perfurada para deixar passar a água da chuva. É boa ideia transportar estas plantas para o interior (para uma estufa ou mesmo dentro de casa) no caso de geadas duradouras ou temperaturas cada vez mais baixas.

    Plantas de folha perene
    Regra geral, as plantas que se mantêm verdes durante todo o ano não precisam de ser protegidas. Mas vale sempre a pena proteger estas plantas contra a geada no caso de temperaturas negativas durante o dia. Pode cobri-las com uma tela para horticultura, ou mesmo com cobertores velhos, toalhas ou serapilheira. Certifique-se de que usa um material leve e maleável, para que a planta possa respirar e evitar o aparecimento de musgo ou apodrecimento. Pode retirar esta proteção assim que a geada desapareça.

    Plantas resistentes
    As plantas resistentes são capazes de se protegerem sozinhas do tempo invernal. Algumas plantas perdem folhas para se protegerem, e outras deixam que tudo o que esteja acima do solo acabe mesmo por morrer. As suas raízes mantêm-se protegidas debaixo do solo. Tenha atenção com as plantas resistentes plantadas em vasos, pois estas podem ser danificadas pela geada, pelo que vão precisar de ser protegidas durante o inverno.

  7. Podar antes do inverno

    Algumas plantas e árvores precisam de ser podadas antes do inverno. Plantas como videiras, áceres, bétulas, choupos, alfazemas ou hortênsias que floresçam em rebentos antigos podem ser podadas antes do inverno. Por outro lado, não é boa ideia podar outras árvores de fruto, coníferas, roseiras ou trepadeiras. Verifique sempre quais são as plantas ou árvores que podem ser podadas durante este período.

  8. Plantar bolbos

    Pode plantar bolbos antes do inverno, para desfrutar de flores bonitas e viçosas na primavera. Recomendamos narcisos, túlipas, jacintos, amarilidáceas e açafrão. Estas flores vão dar cor ao seu jardim assim que chegar a primavera.

    Com a ajuda de uma espátula, prepare o solo. Cave um buraco do tamanho do bolbo que deseja plantar e com profundidade igual ao dobro do seu diâmetro. Coloque um ou mais bolbos na cova e tape com terra. Regue os bolbos depois de os plantar para ajudá-los a crescer.

  9. Lagos

    Os lagos também precisam de cuidados especiais antes e durante o inverno. O mais importante é evitar que o lago congele. Se o lago não for muito fundo e estiver congelado durante muito tempo, os peixes podem acabar por ficar presos no gelo. Os gases naturais emitidos pelo lago não vão conseguir circular se houver uma camada de gelo.

    Se o seu lago for feito de cimento ou tijolo, que são os casos mais frequentes, a estrutura do lago pode ser danificada pelo gelo. Neste caso, é melhor drenar o lago com uma bomba submersível, por exemplo. Em qualquer caso, certifique-se de que está a utilizar uma bomba adequada para águas sujas e de que deixa pelo menos 50 cm de água no lago para conservar a fauna e/ou flora existentes.

  10. Torneira exterior e mangueira

    Para evitar que a torneira e cano exteriores congelem, deve fechar a conduta de água. Depois, abra a torneira para drenar a água residual. As torneiras existentes em anexos agrícolas também podem acabar por congelar, por isso é aconselhável verificá-las.

    Não se esqueça das mangueiras. Se as mangueiras tiverem água no interior, esta pode acabar por congelar e expandir, o que poderá provocar rachas na mangueira. Assim sendo, certifique-se sempre de que as mangueiras são bem drenadas antes de as arrumar no inverno.

  11. Objetos de barro

    Os objetos feitos de barro são vulneráveis à geada e podem acabar por rachar se não forem tomadas as devidas precauções. Coloque os vasos, jarros, cinzeiros ou outros objetos de barro num local abrigado. Desta forma, estarão protegidos de água que poderia congelar, no caso de temperaturas negativas, e provocar rachas.

Classificação

Classifique estas instruções passo a passo.

Preparar o seu jardim para o inverno

5
5 of 5

2 total

  • 5
    2
  • 4
    0
  • 3
    0
  • 2
    0
  • 1
    0